Gemer ou não gemer, eis a questão em muitas relações

Gemer ou não gemer, eis a questão em muitas relações

Amor e Sexo

Gemer ou não gemer, eis a questão em muitas relações

Os gemidos fazem parte do sexo e são porventura um dos seus intervenientes mais obscuros e foram se criando vários mitos em seu redor.

Artigo de Equipa Paraeles

22-09-2022

Os gemidos fazem parte do sexo e são porventura um dos seus intervenientes mais obscuros. Foram se criando à sua volta vários mitos que, na maioria das vezes, não passam disso mesmo, mitos. À conta disso, surgem várias questões a propósito de gemer, que ficam quase sempre sem resposta. Nas palavras da sexóloga Jill McDevitt, os gemidos são uma ferramenta de comunicação. “Gemer permite à mulher guiar o parceiro na direção certa sem usar palavras. É uma forma de dizer ‘sim, faz mais isso‘”, explica.

Veja também: A solução para dormir melhor é assunto tabu entre o casal

Mas claro que também existem os gemidos fingidos, muito popularizados pela indústria da pornografia. Já vários estudos indicaram que os barulhos feitos durante o sexo nem sempre expressam o prazer, sendo antes uma forma de agradar o parceiro. Nestes casos, os gemidos não são autênticos, mas sim uma forma de ajudar o outro a chegar ao orgasmo. Fingir o gemido pode revelar também aborrecimento e pode ser uma forma de terminar o sexo mais rapidamente.

Gemer ou não gemer, eis a questão em muitas relações

Para uma relação sexual saudável, o gemido autêntico deve ser a prioridade, ainda que para o homem possa ser difícil de identificar. É preciso também ter em conta que existem pessoas que não gemem durante o sexo e que isso não significa que não estejam a gostar do ato. A comunicação durante o ato é importante, mas pode ser feita de outras formas, como com o olhar, um agarrar de cabelo mais intenso ou por uma respiração mais ofegante.

Leia ainda: 7 dicas que precisa de conhecer para que o sexo no primeiro encontro corra bem

Não deixar o gemido sair é errado. Se a mulher tiver intenção, mas optar por não o fazer, este pode ser um obstáculo para atinja o orgasmo. “O suster da respiração e as alterações que esta sofre com o facto de nos mantermos silenciosos pode ter um impacto na circulação sanguínea e na oxigenação dos músculos, que impede uma resposta orgásmica”, explica a terapeuta sexual. E antes que surja uma outra questão na sua cabeça sobre o tema, nós respondemos já: sim, os homens também gemem.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

22-09-2022



RELACIONADOS