Aprenda a conciliar corrida com treino muscular

Aprenda a conciliar corrida com treino muscular

Desporto

Aprenda a conciliar corrida com treino muscular

Existem muitas dúvidas em torno de uma eventual incompatibilidade entre a corrida e a hipertrofia, mas a resposta é bastante simples.

Artigo de Bruno Seruca

02-05-2018

Existem dois grupos entre as pessoas que praticam desportos. Uns gostam de corridas ao ar livre e outros preferem a musculação no ginásio. Não é impossível estar em ambos os grupos, mas existem pessoas que só gostam de uma das opções. O que faz com que muitas vezes existam dúvidas em relação a uma eventual incompatibilidade entre a corrida e o aumento da massa muscular. Será que são mesmo incompatíveis?

Antes de responder à questão em si é necessário perceber de que tipo de corrida estamos a falar. Sendo certo que quanto mais intenso for o treino aeróbico, maior será o gasto de energia. Além disso é necessário ter sempre em mente um dado bastante importante. Quando existe uma maior dedicação à corrida, o corpo acaba por ter menos tempo para recuperar do treino muscular. E é preciso não esquecer que é neste momento que os músculos crescem. Mas há mais a ter em conta.

Quando existe uma maior dedicação à corrida, o corpo acaba por ter menos tempo para recuperar do treino muscular

Todos fazemos pequenas caminhadas diariamente. E isto não invalida a hipertrofia. Mas vamos pegar num exemplo de um carteiro à moda antiga, que passa muito tempo a andar a pé. E estamos a falar em caminhadas largamente superiores aos habituais 30-60 minutos. Neste caso é provável que exista uma dificuldade maior em aumentar a massa muscular.

Depois existe o jogging, aquela corrida sem grande intensidade (mas maior do que numa caminhada). Aqui o gasto de energia e o desgaste já começam a ter influência na recuperação. É bom ter em conta o dia em que se opta por este modo de corrida quando conjugado com os treinos de musculação. Por fim, existe a corrida intensa. Se o objetivo é perder peso, está tudo bem. Se não é, existem problemas. Pois o ganho de massa muscular será prejudicado. Não confundir esta incompatibilidade com problemas para a saúde.

Também é necessário ter em conta o momento em que se corre. Se a opção é antes ou depois dos treinos de musculação, o ganho muscular está condicionado. Se a corrida é no mesmo dia do treino, mas noutro horário, a incompatibilidade será menor. Se alterna corridas com treinos de musculação, existe a probabilidade (reduzida) de prejudicar o aumento dos músculos dos membros inferiores.

É ainda importante ter em conta o tempo dedicado à corrida. Se não corre com frequência, não queira correr uma hora no primeiro dia. Porque estará a prejudicar o trabalho de musculação. Opte por corridas de aproximadamente 20/30 minutos. Assim não prejudica o aumento de massa muscular e verá que não irá sentir dores musculares nos dias seguintes à corrida.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Bruno Seruca

02-05-2018



RELACIONADOS