5 passos para ultrapassar o fim da relação

5 passos para ultrapassar o fim da relação

Amor e Sexo

5 passos para ultrapassar o fim da relação

Acabar uma relação nunca é fácil, mas existem formas que permitem ultrapassar este momento de dor de uma forma muito mais simples.

O fim de uma relação é sempre um momento particularmente difícil. O sentimento de desilusão acompanhado pelo vazio deixado pela pessoa fazem-nos passar por um momento de grande tristeza. Mas, como em tudo, existem formas que ajudam a ultrapassar tudo com uma maior facilidade. A sabedoria popular diz “que o tempo cura tudo”, mas será suficiente?

Case-study. Antes de mais, deve guardar alguns minutos para si, e refletir sobre o que correu mal no relacionamento. Muitas vezes, o fim trágico é apontado a apenas uma das partes, mas na grande maioria das vezes (senão sempre) a culpa é partilhada pelos dois. Deve analisar o que fez de menos bem e tentar mudar isso no futuro.

Semi-conclusão. Deve certificar-se que este foi mesmo o fim da relação e não um período menos bom por que passam. Se o fim é certo, deve em grande medida desligar-se de tudo o que ainda o envolva com a pessoa. Isto inclui as redes sociais. Uma grande tentação passa por acompanhar os perfis das ex nestas redes, e isso nunca poderá trazer algo de positivo, bem pelo contrário.

Procure “refugiar-se” juntos amigos

A arte de desabafar. É tão importante saber dar conselhos, como é saber ouvir. Deve procurar “refugiar-se” juntos dos seus amigos, que muito provavelmente ficaram em segundo plano devido ao relacionamento, e procurar desabafar. Ao mesmo tempo, tente passar com eles por momentos que o façam esquecer a situação por que passa. 

Jogar aos Sims. Se acredita que a ex o enganou completamente, que não era bem a pessoa que procurava, deve procurar formar um perfil na sua cabeça da pessoa que quer para o seu lado. Isto antes, claro, de procurar conhecer novas pessoas.

Saia de casa. Tem que se abstrair, e ficar em casa não pode ser uma solução. Procure passear com amigos, conhecer novos lugares, fazer coisas que já queria fazer há muito tempo e que não fez por estar a namorar.

 

 

 

Artigo de
Hugo Mesquita

RELACIONADOS