Fred Perry: Do topo do ténis a referência na moda

Fred Perry: Do topo do ténis a referência na moda

Desporto

Fred Perry: Do topo do ténis a referência na moda

Frederick John Perry é o nome por detrás dos famosos pólos Fred Perry, uma referência na moda masculina. Para além disso, é um dos melhores jogadores da história do ténis. Sabe mais sobre o britânico.

Artigo de Hugo Mesquita

27-09-2017

A carreira de um desportista de alta competição é relativamente curta – variando de desporto para desporto – e o pós-reforma pode ter consequências importantes na vida do atleta. Nem todos conseguem ganhar dinheiro suficiente para se sustentar no futuro, e mesmo os que têm, acabam por não conseguir lidar com a fortuna, acabando por gastar as poupanças antes do tempo.

Atualmente, os atletas são melhor aconselhados pelos círculos mais próximos e pelos clubes que representam. Fazem investimentos para garantir o futuro após o término das carreiras. Exemplos de desportistas mais antigos que conseguiram manter uma estabilidade financeira são uma raridade e um dos melhores exemplos é Fred Perry.

O nome Fred Perry é imediatamente associado aos famosos pólos desportivos, mas é muito mais do que isso. Frederick John Perry é um dos maiores nomes da história do ténis. Em apenas três anos, entre 1933-1936, o desportista nascido a 18 de maio de 1909, em Stockport (Inglaterra) venceu 8 títulos de Grand Slam e foi a mais duas finais, tudo na categoria individual.

Fred foi detentor do ultimo título britânico de Wimbledon em simples masculinas por 77 anos, até à vitória de Murray em 2013

Já na era profissional, foi a quatro finais do US Pro. Venceu duas, ficando como vice nas restantes. Na categoria de pares também somou vários títulos: 6 vezes campeão e três vezes finalista vencido, entre duplas simples e mistas.

O que mais impressiona no percurso de Fred é que, para além do já referido sucesso no ténis, foi também campeão do mundo de ténis de mesa, em 1929, em Budapeste (Hungria).

O nascimento da marca de roupa Fred Perry surge numa parceria com o futebolista austríaco Tibby Wegner. No final dos anos 40, já no final da carreira de Fred, Tibby aborda o tenista sobre um dispositivo antitranspirante para o pulso. Com algumas alterações, o tenista cria os famosos pulsos elásticos comuns no ténis.

Fred Perry (à esq) com o futebolista e parceiro de negócios Tibby Wegner.

O próximo passo da dupla anglo-austríaca seria a criação de uma camisola desportiva, feita a partir de malha, de algodão branco, de manga curta e botões na frente. Surgem assim os famosos pólos Fred Perry.

Os pólos da Fred Perry destacavam-se pelo logótipo (louro – antigo símbolo do torneio de Wimbledon) costurado, invés de colado como fazia a concorrência.

A fama da marca foi crescendo e tornando-se muito popular entre os adolescentes, de diferentes grupos, nas décadas de 60 e 70. Atualmente, a Fred Perry é propriedade de uma empresa japonesa.

Frederick John Perry viria a falecer em 1995 com 85 anos, na cidade de Melbourne (Austrália) palco de muitas das suas conquistas. (Venceu dois Open da Austrália).

Fotos: Instagram Fred Perry

Clica nas imagens e lê outros artigos em destaque:

 

One-Hit Wonder
5 maiores One-Hit Wonder em Portugal
Quem não «baba» por Kelly Key?
Tetracampeã europeia de bodyboard é portuguesa

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Hugo Mesquita

27-09-2017



RELACIONADOS