Range Rover Evoque, um Velar em ponto pequeno

Range Rover Evoque, um Velar em ponto pequeno

Consumo

Range Rover Evoque, um Velar em ponto pequeno

Passados oito anos desde o seu lançamento original, a marca britânica prepara-se para apostar na segunda geração do Evoque.

Artigo de João Isaac

16-05-2019

Lançado originalmente em 2011, o Evoque, o mais pequeno dos SUV da Land Rover, rapidamente se assumiu como um sucesso de vendas. Passados oito anos desde o seu lançamento, a marca britânica prepara-se para lançar no mercado a segunda geração. Uma das grandes novidades é a estreia da nova plataforma. Não só proporciona uma superior rigidez estrutural, como também vem beneficiar a habitabilidade. Está, também, preparada para receber as motorizações eletrificadas previstas. Assim é o Range Rover Evoque, um Velar em ponto pequeno.

Adeus, Evoque de três portas

Visualmente, o Evoque não esconde a inspiração no irmão maior, o Velar. Ainda assim, a Land Rover conseguiu manter uma personalidade muito própria no seu novo SUV. A marca continua a apostar num design muito dinâmico, principalmente quando visto de perfil. Aqui, o Evoque mantém a linha de cintura ascendente, em oposição à do tejadilho que vai descendo à medida que se aproxima da traseira. Quanto à carroçaria de três portas, as vendas marginais da primeira geração ditaram o seu fim.

Leia ainda: Smart diz adeus ao motor a gasolina

Debaixo do capot, o Evoque continua a apostar no Diesel. O motor 2,0 lt está disponível em três níveis de potência: 150, 180 ou 240 cavalos. Apenas o menos potente está disponível em versão de tração dianteira, ou seja, o único que paga Classe 1 nas portagens nacionais quando associado a pagamento eletrónico. Do lado da oferta a gasolina, o motor é igualmente um dois litros turbo. Os níveis de potência são também três: 200, 250 ou 300 cavalos.

Ainda no que diz respeito a motores, a grande novidade é a introdução de um circuito auxiliar elétrico de 48 Volts em todos os Evoque exceto a versão de 150 cavalos com tração dianteira e caixa manual. Equipado com um motor elétrico, capaz de funcionar como motor de arranque e alternador, o Evoque conta também com o seu contributo para auxiliar o motor de combustão. Durante as desacelerações, entra em cena o modo “vela”. O motor desliga-se e o circuito elétrico secundário fica como responsável pela alimentação dos vários equipamentos.

Mais do que uma cara bonita

O novo Evoque destaca-se também pelas suas melhoradas capacidades todo-o-terreno. Disponibiliza vários modos de condução no sistema Terrain Response 2 que o adaptam às condições do piso e pode estar equipado com um sistema de tração inteligente. O Active Driveline possui duas embraiagens capazes de gerir separadamente o binário enviado para cada uma das rodas traseiras. Também nos ângulos de TT e capacidade de passagem a vau, o Evoque foi alvo de melhoramentos.

Percorra a galeria e veja as fotos do novo Range Rover Evoque.

Fotos: NetCarShow

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
João Isaac

16-05-2019



RELACIONADOS