Conheça as motos elétricas que são feitas com materiais recicláveis

Conheça as motos elétricas que são feitas com materiais recicláveis

Automundo.pt

Conheça as motos elétricas que são feitas com materiais recicláveis

A Tarform, empresa norte-americana, apresentou duas motos elétricas. Estas são feitas com recurso a materiais recicláveis e componentes fabricados por impressoras 3D.

Artigo de Guilherme André

23-01-2020

Num mundo em que cada vez se dá mais importância a questões ambientais, há várias empresas que aproveitam para aparecer no mercado com novas soluções. É o caso da Tarform, uma start-up com sede em Brooklyn, Estados Unidos da América. Esta apresentou duas motos elétricas que recorrem a materiais recicláveis.

Leia ainda: Este Piaggio Ape está equipado com um motor Triumph para aventuras na neve

Começando pelo design, a empresa decidiu juntar o melhor de dois mundos: propulsão atual com o visual retro. Assim, os modelos Cafe e Scrambler apresentam uma filosofia clássica a fazer lembrar as motos de outrora. Apesar das motos elétricas apresentadas neste artigo não passarem de protótipos, ambas encontram-se em fase de pré-reserva, uma medida que ajuda a perceber se a moto está a ser bem aceite ou não.

Veja o vídeo:

Estas motos elétricas utiliza plástico de garrafas para fabricar componentes

Para além do motor 100% elétrico, a Tarform levou a ecologia mais além. Os materiais utilizados para a criação das motos são recicláveis. Como exemplo, os painéis laterais recorrem a plástico de garrafas. Já o banco com um visual idêntico a pele, é feito de folha de ananás e linhaça. A start-up afirma ainda que metade da moto é fabricada com recurso a uma tecnologia especial. Os componentes foram produzidos com recurso a impressoras 3D. Por fim, reforça que esta medida ajuda a abrir os horizontes ao nível de design e personalização.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça as duas motos.

Fotos: Tarform

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Guilherme André

23-01-2020



RELACIONADOS