Este “Carocha” é de 1964, tem apenas 35 km’s e custa uma fortuna

Este “Carocha” é de 1964, tem apenas 35 km’s e custa uma fortuna

Consumo

Este “Carocha” é de 1964, tem apenas 35 km’s e custa uma fortuna

Descubra o que torna tão especial este Volkswagen “Carocha” de 1964 a ponto de valer cerca de 870 mil euros.

Artigo de Hugo Mesquita

10-10-2018

Volkswagen Beetle. Podemos dizer com alguma segurança que este é um dos modelos de automóveis mais amados de sempre. Criado em 1938 como um “carro para as massas alemãs”, ainda hoje é fabricado, ainda que com notáveis diferenças para os modelos originais (como seria de esperar). Em Portugal ficou conhecido por “Carocha”.

O Beetle tornou-se um verdadeiro ícone da cultura pop do século XX. Basta, por exemplo, recordarmos que foi protagonista da popular série de filmes “Herbie”. Tamanha popularidade torna este modelo um dos mais procurados por colecionadores de carros clássicos.

Para lá da popularidade e antiguidade dos veículos, estes colecionadores procuram exemplares que estejam num estado o mais próximo possível de quando saíram das fábricas. Com o passar dos anos, esta torna-se uma missão quase hercúlea. Este modelo que apresentamos agora, prova o contrário.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Veja as melhores fotos e vídeo de Chrissy Teigen, a modelo que testa os limites de ousadia das redes sociais ?? paraeles.pt #paraeles #fama #musas #chrissyteigen

Uma publicação partilhada por ParaEles (@paraelesofficial) a

Um Volkswagen Beetle de 1964 com apenas 35 km está à venda por um milhão de dólares (qualquer coisa como 870 mil euros). Este modelo saiu do concessionário e foi imediatamente conduzido até um armazém, onde ficou guardado durante dois anos.

Depois desse período, já em 1966, foi mudado para um novo armazém, onde ficou guardado por uns incríveis 50 anos, até 2016. Por ter estado sempre nestas condições, longe das estradas e do sol que tanto dano traz à pintura dos veículos, este carro está como novo, tal e qual como saiu da fábrica. Está de tal forma impecável que as jantes e os espelhos retrovisores estão por montar, guardados em caixas, ainda dentro dos plásticos originais.

O dono desta relíquia, Rudy Zvarich, morreu em 2014, e o carro foi herdado por um sobrinho que o colocou agora à venda.

Percorra a galeria e veja o estado deste Volkswagen “Carocha” de 1964.

Artigo de
Hugo Mesquita

10-10-2018



RELACIONADOS