Lyon, uma cidade com muita história e capital da gastronomia em França

Lyon, uma cidade com muita história e capital da gastronomia em França

Lifestyle

Lyon, uma cidade com muita história e capital da gastronomia em França

Trata-se de uma cidade com um passado bastante rico, bem visível nos monumentos e edifícios bem preservados. Não faltam importantes atrações culturais e a gastronomia é bastante afamada, sendo considerada a capital de França neste capítulo.

Artigo de André Cruz Martins

05-07-2019

Lyon é sem dúvida um dos destinos mais interessantes para conhecer em França. Terceira maior cidade no país, está localizada no centro do território, na confluência dos rios Rhône e Saône. Está 470 quilómetros a sul de Paris e 320 quilómetros a norte de Marselha.

Trata-se de uma cidade com um passado bastante rico, bem visível nos monumentos e edifícios bem preservados. Não faltam importantes atrações culturais e a gastronomia é bastante afamada, sendo considerada a capital de França neste capítulo.

Pelo bairro de Vieux Lyon

Nada melhor do que começar a sua viagem por Lyon pelo bairro de Vieux Lyon. Trata-se do centro histórico da cidade e é Património Mundial da Humanidade da UNESCO. É um conjunto formado por becos e ruelas medievais com arquitetura renascentista.

O Vieux Lyon acolhe importantes pontos turísticos, nomeadamente a Catedral de São João Baptista, na ruela com o mesmo nome. Esta igreja foi palco do Primeiro Concílio de Lyon e foi construída em homenagem a São João Batista. Hoje em dia, é a sede do arcebispo de Lyon. Foi construída entre 1180 e 1480 e a sua arquitetura mistura os estilos romântico e gótico.

As curiosas passagens secretas

As ruelas no centro estão repletas de “passagens secretas”, as chamadas traboules. São corredores que nos levam de uma rua à outra passando pelo interior dos edifícios históricos. Foram feitas a partir do século IV, para que os moradores tivessem um acesso mais rápido a determinadas ruas da cidade.

Leia ainda: Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar

Apesar de serem privadas, pois encontram-se em prédios residenciais, quase todas as traboules estão abertas ao público. São mais de 200 passagens, que são identificadas por azulejos quadrados nas portas.

Dois museus para os mais novos

Caso visite Lyon com crianças, existem dois museus que não pode perder. O Museu da Miniatura e do Cinema acolhe mais de 300 objetos de vários filmes. Também há centenas de miniaturas absolutamente perfeitas.

O outro é o Teatro e Museu de Guignol, normalmente conhecido como Museu das Marionetas de Guignol. Foi criado em 1810 por Laurent Mourget, que fazia marionetas para recriar espetáculos de comédia. Guignol era o nome da sua marioneta mais famosa. Os espetáculos de marionetas acabaram por se popularizar pelo resto de França.

A colina onde Lyon começou

Nenhuma visita a Lyon fica completa sem visitar a colina de Fourvière. Situada no lado oeste do centro da cidade, foi a partir daqui que a cidade nasceu e se desenvolveu. Nesta colina fica a Basílica Notre-Dame de Fourvière. Destaca-se pelos painéis bíblicos coloridos em mosaico e na cave existe uma igreja bastante mais pequena que também merece uma visita.

No local há um miradouro do qual se tem uma vista deslumbrante sobre a cidade. Nomeadamente sobre os rios Rhône e Saône, a zona de Vieux Lyon e a parte moderna de Part-Dieu, com os seus arranha-céus. Ainda na colina, destaca-se a Torre Metálica de Fourvière. Construída em aço entre 1892 e 1894, é bastante parecida com a Torre Eiffel, embora seja de menor dimensão. A torre já não se encontra aberta ao público.

A zona de Presqu’île

Presqu’île, ou seja, “quase ilha”, em Português, é o principal centro de Lyon e engloba os distritos (arrondissements) 1,2 e 4. É aqui que fica a Place des Terreaux, onde milhares de pessoas foram condenadas à morte na guilhotina durante a Revolução Francesa.

Ainda em Presqu’île, no meio da praça, fica a Fonte Bartholdi, local de encontro de muitos jovens durante a noite, que ali bebem cerveja, vinho quente e outras bebidas. Em Presqu’île, visite o Hôtel de Ville, edifício histórico do século XVII. Está aberto a visitas guiadas e aqui funciona a Câmara Municipal.

Uma culinária afamada

Lyon é uma das melhores cidades para experimentar a famosa culinária francesa nos restaurantes tradicionais, os “bouchons”. Foi no final do século XIX que Lyon ganhou estatuto nesta área. Curiosamente, tudo aconteceu devido a uma grave crise financeira, quando muitas mulheres que cozinhavam para a burguesia de Lyon perderam os seus empregos e resolveram abrir restaurantes para sustentar as famílias.

Veja também: Galápagos, o paraíso para quem adora estar em contacto com animais no seu habitat natural

Conhecidas como Les Mères Lyonnaises (“as mães de Lyon”), criaram os já referidos bouchons, restaurantes que uniam a comida popular dos tecelões com a gastronomia nobre regional. Hoje em dia, estes restaurantes servem comida caseira e com proporções fartas, ao contrário do que estamos habituados na cozinha francesa. E são utilizados predominantemente produtos frescos da região.

Os pratos mais típicos são as quenelles (pequenos salgados recheados com peixe, lagosta ou frango), as andouilletes (salsichas recheadas com tripas de porco), os pés de carneiro e de porco e os salsichões.

Percorra a galeria e veja algumas fotos de Lyon.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
André Cruz Martins

05-07-2019



RELACIONADOS