Joana Fernandes: “Adoro o meu sorriso e as minhas gargalhadas bem genuínas”

Joana Fernandes: “Adoro o meu sorriso e as minhas gargalhadas bem genuínas”

Galerias

Joana Fernandes: “Adoro o meu sorriso e as minhas gargalhadas bem genuínas”

Joana Fernandes trocou a Madeira por Lisboa, quando entrou na faculdade. Atualmente, aos 28 anos, a jovem é, além de médica, uma influenciadora digital com milhares de fãs, algo que aconteceu naturalmente.

Artigo de Equipa Paraeles

25-02-2019

Toda a gente irá concordar se dissermos que Portugal tem muitos encantos espalhados de norte a sul. Boa gastronomia, praias de enorme qualidade, uma oferta cultural acima da média, entre muitas outras coisas que fazem as delícias de quem cá mora e dos milhões de turistas que todos os anos visitam o nosso país.

O que tem também muito encanto é percorrer o feed do Instagram e constatar que está repleto de mulheres portuguesas que partilham diariamente imagens fantásticas – as quais merecem toda a nossa e sua atenção. E como não queremos que perca horas e horas a tentar encontrá-las no Instagram, basta que visite o nosso site para ver o que de melhor há nesta rede social.

Joana Fernandes trocou a Madeira por Lisboa, quando entrou na faculdade para seguir o sonho de ser médica. Atualmente, aos 28 anos, a jovem é também uma influenciadora digital com milhares de fãs, algo que surgiu naturalmente. Joana Fernandes revela ainda que adora a sua gargalhada, não é muito de fazer exercício físico e tem várias viagens para fazer nos próximos tempos, isto entre muitos outros temas que abordou ao longo da entrevista.

Olá, Joana. Apresenta-te aos nossos leitores.
Chamo-me Joana Fernandes e tenho 28 anos. Sou natural da ilha da Madeira, mas vivo em Lisboa, onde trabalho como médica.

Sempre sonhaste em ser médica ou chegaste a ter outras opções em mente?
Nunca soube com certeza aquilo que queria. A medicina acabou por surgir no meu horizonte no 11º ano. Também gostaria de ter seguido Gestão, adoro matemática.

Quando é que vieste viver para Lisboa e como foi a adaptação?
Vim viver para Lisboa quando entrei na faculdade e rapidamente me apaixonei por esta cidade. A adaptação foi muito fácil.

Com que regularidade vais à Madeira?
Vou à Madeira pelo menos 3/4 vezes por ano. Acaba por ser a minha família a visitar-me mais vezes.

Quais as principais diferenças que sentes entre viver na Madeira e em Lisboa?
As maiores diferenças prendem-se essencialmente com o facto da Madeira ser um meio pequeno e insular. Por sua vez, Lisboa, como grande cidade, acaba por oferecer mais oportunidades e acesso a muitas mais coisas.

“Em 2019 pretendo dedicar-me muito à carreira”

O que esperas de 2019?
É o ano em que começo a minha especialidade em medicina geral e familiar, como tal, pretendo dedicar-me muito à carreira. No entanto, espero que além disso seja também um ano rico em momentos felizes com amigos e família e de viagens, tal como adoro. Ah, e prometi que iria ao ginásio em 2019, mas acho que nem eu acredito (risos).

Já sabes como vai ser o teu verão?
O meu verão será a trabalhar essencialmente, mas a aproveitar muito bem os fins de semana para fazer praia e sair da rotina da semana, ao fazer pequenas viagens pela Europa e pelo nosso País.

Preferes praia ou piscina?
Prefiro praia, nada é melhor do que um por do sol perto do mar.

Como é que são os teus biquínis?
Tenho muitos, de todas as cores e feitios (risos).

Falemos de viagens. O que tens para nos contar?
Os locais que estão no meu coração talvez sejam Formentera (um destino bem a perto e com uma vibe incrível), Rio de Janeiro, que amo e morro de saudades (fui tão feliz lá) e a última viagem que fiz, as Filipinas também me conquistaram pelas praias perfeitas e pelas pessoas que são simpáticas e genuínas!

“Os ritmos latinos são os que me deixam mais feliz”

Que viagem queres fazer nos próximos tempos?
Nos próximos tempos estou a planear ir a Menorca, Nova Iorque, Cuba e a Turquia também está na minha lista mais imediata.

Mudando de assunto, que tipo música costumas ouvir?
Sou muito eclética e ouço muita coisa! Mas quem me conhece sabe que ritmos latinos são os que me deixam mais feliz (risos).

E vais a festivais?
Confesso que não vou muito a festivais. No ano passado as minhas amigas insistiram (o concerto da Anita ajudou) e convenceram-me a ir ao Rock in Rio. Acabei por gostar muito!

“Gosto do meu corpo tal como ele é e adoro o meu sorriso”

E sobre futebol, o que tens para partilhar?
Não tenho clube apesar de gostar de ver futebol. Mas só a Seleção me leva ao estádio. Sendo madeirense e portuguesa orgulhosa nos talentos nacionais, é inegável a minha admiração pelo Ronaldo e pelo seu percurso exímio.

O que gostas mais no teu corpo?
Não gosto mais especialmente de nenhuma parte do meu corpo. Gosto do meu corpo tal como ele é e adoro o meu sorriso e as minhas gargalhadas bem genuínas. Afinal, é sinal que estou feliz, não é?

E o que gostas mais num homem?
O que gosto mais num homem é que seja inteligente, com sentido de humor refinado, cavalheiro, uma pessoa sincera e que me trate como uma princesa! Nada exigente, portanto (risos).

E eles em ti?
Não sei o que é que os homens gostam mais em mim. Isso tens de lhes perguntar (risos).

“O nadador salvador enviou-me, através do senhor das bolas de Berlim, o número de telefone dele”

Qual o piropo mais engraçado/estranho que já recebeste?
Acho que a forma mais engraçada de me mandarem um piropo foi uma vez que estava na praia com umas amigas e o nadador salvador enviou-me, através do senhor das bolas de Berlim, uma pedrinha com um elogio escrito e o número de telefone dele! Achei original, guardei a pedrinha mas nunca cheguei a ligar.

Como é que ocupas o teu tempo livre?
No meu tempo livre estou com os meus amigos, adoro conhecer novos restaurantes, passear pela cidade e viajar.

Que séries andas a ver?
A última que vi foi “O recluso” da Netflix e gostei muito! Agora, eu e meio pais estamos à espera do regresso da La Casa de Papel.

“Adoro comer e não sou a maior fã de exercício físico”

Como mantens a linha?
Adoro comer e como já disse não sou a maior fã de exercício físico! Tenho a sorte de ter uma boa genética e de ser uma pessoa descontraída no que toca à alimentação. Acho que o equilíbrio e sermos felizes é a base de tudo. Não é suposto só nos alimentarmos mal, mas também não é viável sermos reféns de dieta nenhuma.

Como é que uma médica já tem 22 mil seguidores no Instagram?
Criei o Instagram há um anos e nunca tive nenhum tipo de objetivo com a criação do mesmo. O interesse das pessoas e das marcas com quem trabalho acabou por surgir naturalmente. Tudo isto se tornou um veículo interessante para interagir com pessoas, trocar ideias e conhecer pessoas novas com quem tenho a sorte de trabalhar.

O que é que os teus colegas dizem sobre o facto de também seres uma influenciadora digital?
No trabalho não é um tema muito abordado, mas quando surge, as pessoas têm curiosidade em saber como funciona este mundo do Instagram, como surgem as campanhas, como são feitas, o tempo que dedico as fotografias etc.

“Já fiz muitas sessões fotográficas, mas agora com o trabalho torna-se mais difícil”

Já tiveste algum paciente que também fosse teu seguidor no Instagram?
Que eu saiba nunca tive nenhum paciente que fosse meu seguidor, no entanto, no exercício da minha profissão separo muito bem as coisas e esses temas não referentes à consulta nem têm espaço para surgir.

Costumas fazer muitas sessões fotográficas?
Já fiz muitas sessões fotográficas (tenho muitas por agendar, peço desculpa pela demora), mas atualmente com o trabalho torna-se mais difícil essa gestão.

“Rumei à Tailândia, só com a minha melhor amiga. Vivemos experiências incríveis”

Qual é a foto preferida do teu perfil do Instagram e porquê?

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por J o a n a F e r n a n d e s (@jufernandes6) a

Adoro esta fotografia, essencialmente pelas memórias que me traz! Estive vários meses a estudar para o meu exame de acesso à especialidade e estive um mês literalmente sem sair de casa, 100% focada. Após o exame rumei à Tailândia durante quase um mês, só com a minha melhor amiga. Vivemos experiências incríveis, visitámos lugares lindos e este foi um deles! Uma viagem feliz que relembro com carinho.

Qual é o tipo de foto que os teus seguidores mais gostam?
Os meus seguidores gostam muito de fotografias das minhas viagens e dos looks que vou usando. Querem sempre saber dicas sobre hotéis, restaurantes, sítios a conhecer e por outro lado onde compro as minhas roupas, a minha rotina de beleza, maquilhagem, etc.

“Pedidos de casamento de uma pessoa que nunca vi, são sempre estranhos”

Qual a mensagem mais caricata/bizarra/engraçada que já recebeste pelas redes sociais?
Recebo muitas mensagens engraçadas. O sexo masculino especialmente esmera-se (risos). Aqueles pedidos de casamento via Instagram de uma pessoa que nunca vi são sempre um bocado estranhos.

O que é que os teus amigos e namorado acham das fotos que partilhas?
Quem me rodeia já está habituado à minha relação com as redes sociais. Acham bem e ajudam a tirar fotografias para as publicações.

Quanto tempo demoras, depois de acordares, até ires dar uma espreitadela no feed do Instagram?
Antes de adormecer e quando acordo, confesso que vou às redes sociais! É um bocadinho viciante, na verdade.

Ainda não segue a Joana Fernandes no Instagram? Então não sabe o que anda a perder.

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

25-02-2019



RELACIONADOS