Pamela Anderson. Despir-se para uma revista salvou-lhe a vida

Pamela Anderson. Despir-se para uma revista salvou-lhe a vida

Fama

Pamela Anderson. Despir-se para uma revista salvou-lhe a vida

A atriz de “Marés Vivas” recordou a infância difícil e como a revista de Hugh Hefner transformou a sua vida.

Artigo de Hugo Mesquita

09-04-2018

Pamela Anderson foi um ídolo de milhões nos anos 90. Na memória dos fãs ficaram as várias capas que fez para a Playboy, a personagem em “Marés Vivas” e, claro, a sex-tape com o ex-marido Tommy Lee que foi partilhada na internet. Tudo motivos que fizeram com que a loira se tornasse uma sex symbol a nível mundial. Mas nem sempre foi assim.

Numa entrevista que deu ao US Weekly, Pamela Anderson recordou os abusos sexuais que sofreu na infância, e afirmou que foi a revista de Hugh Hefner que lhe “salvou a vida”.

“Tive uma vida divertida e selvagem”

“Por causa de tudo o que aconteceu, eu tornei-me muito tímida e ‘travada’ na adolescência. Ir para a Playboy deu-me força”, disse a atriz, que foi capa da revista das “coelhinhas” em 14 ocasiões. Pamela afirmou mesmo em jeito retrospectivo que teve uma “vida divertida e selvagem”.

Relembre algum do percurso da atriz, agora com 50 anos, em versão a preto e branco, na galeria.

Fotos: Reprodução Instagram

 

 

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Hugo Mesquita

09-04-2018



RELACIONADOS