Pamela Anderson e como sexo a três não é a cena dela

Pamela Anderson e como sexo a três não é a cena dela

Fama

Pamela Anderson e como sexo a três não é a cena dela

A atriz, de 51 anos de idade, participou numa roda de perguntas e respostas sobre amor e sexo.

Artigo de Equipa Paraeles

26-07-2018

Não é segredo para ninguém que Pamela Anderson não tem grandes pudores, seja em fotografias ou no que diz em entrevistas. E agora a eterna C.J. Parker voltou a fazer das suas, falando abertamente sobre a razão de não gostar de sexo a três.

Numa entrevista à revista “Dazed”, Pamela Anderson explicou o porquê de sexo a três não resultar. A atriz, de 51 anos de idade, aceitou o convite e participou numa roda de perguntas e respostas sobre amor e sexo.

A antiga estrela da série Baywatch foi questionada por um fã relativamente à sua opinião sobre sexo em grupo e, de imediato, a atriz revelou não ser adepta. “Eu nunca fiz sexo a três ou em grupo de uma maneira positiva.”, confessou, revelando ainda que não gosta de sexo sem amor ou compromisso e que um antigo namorado andou a pressioná-la para que ela se envolvesse com outra mulher.

Ana Dias: “Era viciada nas ‘Marés Vivas’ e tinha como ídolo a Pamela Anderson”

Pamela Anderson também é campeã do mundo

Pamela Anderson também se sente um bocadinho campeã do mundo, isto depois da vitória gaulesa na final do Mundial da Rússia. A atriz de 51 anos teve a oportunidade de pegar no troféu conquistado pelos “bleus”, uma vez que é namorada de Adil Rami, defesa do Marselha e que foi um dos convocados de Didier Deschamps para a competição.

A eterna C.J. Parker, das Marés Vivas, mudou-se para França no início de 2018 para ir viver com o jogador do Marselha. O casal conheceu-se numa corrida de Fórmula 1, no Mónaco. Apesar desta mudança para a Europa, Pamela Anderson continua a manter o contacto com os dois filhos, Dylan, de 20 e Brandon, de 21, que continuam a viver nos EUA.

“Tive uma vida divertida e selvagem”

Pamela Anderson foi um ídolo de milhões nos anos 90. Na memória dos fãs ficaram as várias capas que fez para a Playboy, a personagem em “Marés Vivas” e, claro, a sex-tape com o ex-marido Tommy Lee que foi partilhada na internet. Tudo motivos que fizeram com que a loira se tornasse uma sex symbol a nível mundial. Mas nem sempre foi assim.

Numa entrevista que deu ao US Weekly, Pamela Anderson recordou os abusos sexuais que sofreu na infância, e afirmou que foi a revista de Hugh Hefner que lhe “salvou a vida”. “Por causa de tudo o que aconteceu, eu tornei-me muito tímida e ‘travada’ na adolescência. Ir para a Playboy deu-me força”, disse a atriz, que foi capa da revista das “coelhinhas” em 14 ocasiões. Pamela afirmou mesmo em jeito retrospectivo que teve uma “vida divertida e selvagem”.

Percorra a galeria e veja algumas das melhores fotos de Pamela Anderson.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

26-07-2018



RELACIONADOS