Wu Lei, a estrela desconhecida do campeonato espanhol a quem chamam Messi chinês

Wu Lei, a estrela desconhecida do campeonato espanhol a quem chamam Messi chinês

Desporto

Wu Lei, a estrela desconhecida do campeonato espanhol a quem chamam Messi chinês

Reforço de inverno do Espanhol tem números, ainda que fora do campo, que fazem corar Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Artigo de Bruno Seruca

08-02-2019

La Liga, o principal campeonato do futebol espanhol, é vista como uma das melhores ligas do futebol mundial, onde jogam muitos dos craques do futebol mundial. O que não invalida que existam jogadores desconhecidos que sejam verdadeiros fenómenos. E brilhantes apostas de marketing. Wu Lei é um desses casos. Com um valor de mercado de apenas 3,5 milhões de euros, o avançado chinês, de 27 anos, chegou ao Espanhol num negócio que envolveu somente dois milhões de euros.

 

Apesar do valor da transferência ser baixo, Wu Lei é conhecido como Messi chinês. E tem números que estão ao nível da popularidade do astro argentino que joga no Barcelona. Ainda que os números nada tenham a ver com golos ou assistências.

Wu Lei foi treinado por Vítor Pereira na última época

Wu Lei foi apresentado pelo Espanhol no mesmo dia que o clube catalão apresentou Facundo Ferreyra e Alfa Semedo, ambos emprestados pelo Benfica. Tal como o avançado argentino, também Wu Lei se estreou pela equipa no empata a dois golos frente ao Villarreal. E bastaram 15 minutos em campo para descobrir o potencial do avançado chinês.

A estreia de Wu Lei valeu uma audiência de mais de 40 milhões de pessoas na China. O impressionante número ganha ainda mais força quando o número total de habitantes em Espanha é de 46 milhões de pessoas. Isto sem esquecer que a apresentação de Wu Lei foi assistida por 350 milhões de telespetadores.

Visto como o Messi chinês, Wu Lei é visto como um dos melhores jogadores de sempre do futebol chinês. Ao longo dos últimos três anos foi sempre o melhor marcador do campeonato chinês e no ano passado sagrou-se campeão ao serviço do Shanghai, equipa treinada pelo português Vítor Pereira.

Fotos: Reprodução Instagram e reprodução Twitter

Artigo de
Bruno Seruca

08-02-2019



RELACIONADOS