Os miúdos de Frank Lampard andam a dar baile em Inglaterra

Os miúdos de Frank Lampard andam a dar baile em Inglaterra

Desporto

Os miúdos de Frank Lampard andam a dar baile em Inglaterra

Tammy Abrahm, Mason Mount e Tamori têm brilhado ao serviço do Chelsea neste arranque de temporada e são o rosto de mudança de paradigma no clube londrino.

Artigo de Hugo Mesquita

16-09-2019

Vivem-se novos tempos em Stamford Bridge. Depois de, por exemplo, ter investido 350 milhões de euros só em avançados, o Chelsea vive agora momentos de contenção. Abramovich mostra sinais de querer fechar a torneira dos milhões e o clube está proibido pela FIFA de contratar jogadores até ao verão de 2020. A solução encontrada foi olhar para a prata da casa, com a ajuda de uma das maiores lendas do clube, Frank Lampard.

A expressão olhar para a prata da casa ganha ainda mais sentido se tivermos em conta que o Chelsea escolheu Lampard para liderar as tropas neste novo rumo. Apesar das condicionantes acima referidas, o clube tem impressionado neste arranque de época. E muito por conta dos jovens formados no clube que dão os primeiros passos na equipa principal.

Leia ainda: Distinção de melhor em campo valeu uma metralhadora como prémio

A vitória por 5-2 na casa do Wolverhampton, na quinta jornada da Premier League, é um exemplo paradigmático desta nova fase dos “blues”. Tammy Abraham fez um hat trick. Mason Mount e Tomori, com um golo cada, fecharam o resultado final. O que têm estes jogadores em comum? São formados no clube, estão de regresso depois de empréstimos e estão a encantar Inglaterra.

O avançado Tammy Abraham é, com sete golos, juntamente com Sergio Aguero, o melhor marcador do campeonato. O médio Mason Mount é, com três golos, o segundo melhor marcador da equipa e estreou-se recentemente na seleção principal de Inglaterra, tendo participado nos dois últimos jogos que a equipa dos três leões fez, a contar para a qualificação para o Euro de 2020. Já o defesa central Tomori mereceu a confiança de Lampard, a titular, nos dois últimos jogos da equipa, relegando para o banco jogadores mais experientes como Rudiger, Christensen ou Zouma.

Veja alguns dos melhores momentos de Tammy Abraham, o goleador da equipa de Lampard:

Do competitivo Championship a estrelas na Premier League

O conhecimento próximo que Lampard tem destes jogadores faz seguramente a diferença. Os três jogadores estiveram a temporada passada no Championship. Mason Mount e Tomori foram treinados pelo antigo médio no Derby. Enquanto que Abraham teve um papel fundamental no regresso do Aston Villa à Premier League.

Além destes três jogadores, outros estão na calha para assumir protagonismo na equipa. São os casos de Hudson-Odoi, Pulisic ou Reece James. Mesmo outros, como Loftus-Cheek ou Christensen, podem, com a confiança de Lampard, dar “aquele passo em frente” para se assumirem definitivamente como jogadores de topo.

Veja também: Arda Turan, o turco que não tem medo de ninguém e oferece porrada a toda a gente

A qualidade no que diz respeito a jogadores jovens no Chelsea não é propriamente uma novidade. Já se viu o clube londrino desperdiçar jogadores como Kevin De Bruyne, Lukaku ou Salah, que mais tarde se vieram afirmar ao mais alto nível em algumas das melhores equipas da Europa. Mais do que uma mudança de paradigma ou pura necessidade, certo é que, para já, o resultado tem sido positivo. Os adeptos do Chelsea agradecem e os ingleses no geral vêem mais jovens jogadores com potencial para representar as cores dos três leões.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Hugo Mesquita

16-09-2019



RELACIONADOS