“Sharknado” chega ao fim e Cassie Scerbo vai deixar saudades

“Sharknado” chega ao fim e Cassie Scerbo vai deixar saudades

Culto

“Sharknado” chega ao fim e Cassie Scerbo vai deixar saudades

Última temporada da série estreia este mês e atriz que passou por Portugal vai deixar saudades.

Os fãs podem preparar-se para o adeus! “The Last Sharknado: It’s About Time” é o nome do filme que coloca um ponto final da história onde se destacam monstros aquáticos que querem conquistar o mundo. É já no dia 23 de agosto, pelas 22h15, que a longa-metragem será emitida em Portugal pelo canal SYFY. Para a história ficam as aventuras que vão deixar saudades. Tal como a atriz Cassie Scerbo, que passou por Portugal e com quem o paraeles esteve à conversa.

É a primeira visita a Portugal?
Sim! Chegámos há poucas horas.

Já houve tempo para conhecer a cidade…
Ainda não! Gostava de ir passear depois da estreia do filme e passear pela cidade durante a manhã, mas temos de ir para Madrid para outra estreia. Temos andado sempre a viajar.

Trazia alguma recomendação para visitar algum sítio em especial ou para provar algo?
De modo geral disseram-me que Portugal era lindíssimo, com uma beleza de cortar a respiração. Quando o avião estava prestes a aterrar disse à minha mãe, que veio comigo, que a vista era linda. Disseram-me que é um país esteticamente bonito e concordo.

Estamos a conquistar diversas celebridades que estão a comprar casa em Portugal…
Ouvi dizer! Perguntaram-me se queria comprar casa aqui. Adorava! Vamos espalhar essa mensagem pelo universo. É mesmo muito bonito.

“Disseram-me que [Portugal] é um país esteticamente bonito e concordo”

Falando de “Sharknado 5”, o que as pessoas podem esperar do filme?
É “louco” ouvir Sharknado 5. O filme já estreou nos Estados Unidos da América e muitas pessoas estão a dizer que é o preferido. É esteticamente mais completo do que os anteriores pois tivemos a oportunidade de filmar em diversos países. Estivemos na Bulgária, em Londres, Roma, Tóquio. E fomos mesmo aos locais. É muito bonito de se ver, tal como foi estar em todos estes sítios. É um filme pateta e divertido, aquilo de que as pessoas gostam. Com muitas velocidade de ação em todo o mundo. E neste filme a minha personagem [Nova] cria a sua irmandade.

Os ingredientes deste filme são aqueles que as pessoas mais procuram na hora de ver um filme?
O Sharknado é único. Não acredito que não possa ser duplicado e nem devem existir muitos filmes destes. São patetas e divertidos e a sua beleza passa por aí. As pessoas querem entretenimento. Muitas vezes têm vidas caóticas e querem ir para casa e ver um filme destes. São filmes de família, que podem ser vistos com todas as pessoas. E temos público de todas as idades. É como se fosse uma grande festa! É tudo isto que faz de Sharknado algo tão bom.

“Vou ganhar um Óscar e continuarei a fazer o Sharknado. É a abordagem James Franco, que faz tudo bem”

Hoje estamos a falar de «Sharknado 5». Daqui a cinco anos, numa nova visita a Portugal, iremos estar a falar do quê?
Espero que estejamos a falar do Óscar que acabei de ganhar (risos). Tenho de espalhar a mensagem pelo Universo para atrair boas energias. O céu o limite. Faço filmes mais divertidos como este, mas a minha carreira não será sempre assim. Vou ganhar um Óscar e continuarei a fazer o Sharknado. É a abordagem James Franco, que faz tudo bem. E é isso que o torna tão bom. Esta é a beleza da nossa carreira. Podemos sair da caixa, não temos de fazer sempre o mesmo. Também sou cantora e espero voltar cá para cantar. Estou a trabalhar em algumas músicas e quero voltar à música. Assinei contrato com uma editora quando era adolescente, mas acabei por começar a fazer séries e filmes. Nem sempre podemos escolher o que fazemos. Mas estou ansiosa para voltar à música. Estou ansiosa por saber qual será o motivo que me trará novamente a Portugal. Além da casa de férias que irei comprar (risos).

Atriz e cantora. Também jogou futebol durante dez anos. E praticou boxe igualmente durante dez anos. Que outros talentos tem que os portugueses desconhecem?
Também fui dançarina. Já dancei no intervalo da Super Bowl. Já cantei o hino nacional no campo dos L.A. Galaxy (sei que vocês gostam muito de futebol) e também gosto de cozinhar.

Qual é a sua especialidade?
Sou uma rapariga italiana, cheia de sangue italiano. Adoro cozinhar pratos da cozinha italiana. Gosto de cozinhar um bom frango parmesão.

“Adoro cozinhar pratos da cozinha italiana”

Consegue descrever-se em apenas uma palavra?
Sim! Escolho edificante. Gosto de incitar ao bem e de ser um exemplo. Faço muito trabalho de caridade, sou vice-presidente de uma organização anti-bullying e a minha teoria é a de que a bondade pode mudar o mundo. Espero que isto seja o que sou (risos).

Fotos: Zito Colaço e Reprodução Instagram

Artigo de
Bruno Seruca

RELACIONADOS