Já pode beber cerveja com sabor a… vagina

Já pode beber cerveja com sabor a… vagina

Consumo

Já pode beber cerveja com sabor a… vagina

Cerveja polaca é feita a partir do ácido láctico vaginal de duas modelos de lingerie.

Artigo de Bruno Seruca

08-08-2018

Se pensa que já conhece todos os tipos de cerveja, necessita mesmo de ler este texto. Tudo porque vamos falar de uma recente bebida que chega da Polónia e que tem sabor a… vagina. Esta cerveja, que tem o nome de The Order of Yoni é feita a partir “do ácido láctico vaginal de duas modelos – Monika e Paulina – de roupa interior”, explica a empresa.

A inovadora cerveja já está à venda e cada garrafa tem um preço que ronda os 6 euros. “Imagine a mulher dos seus sonhos, o seu objeto de desejo. O charme, sensualidade e paixão. Agora já pode provar o seu sabor, sentir o seu cheiro e ouvir a sua voz. Imagine que está a fazer-lhe uma massagem apaixonada enquanto sussurra ao seu ouvido aquilo que mais quer ouvir. Dê asas à sua imaginação e imagine tudo isto dentro de uma garrafa de cerveja”, é a forma como a marca promove a bebida.

A cerveja The Order of Yoni é feita a partir do ácido láctico vaginal de duas modelos

Se o slogan consegue ser tentador, há quem já tenha provado e não tenha ficado impressionado. É o caso de Grzegorz Majewski, que se queixa do preço da cerveja, que dá para comprar uma garrafa de vinho tinto. “As pessoas vão provar por curiosidade, mas não acredito que seja uma escolha regular para os apreciadores de cerveja”, diz ao Daily Mirror.

 

Isabel Figueira e o momento de relax que se tornou viral. Saiba tudo em paraeles.pt #paraeles #fama #isabelfigueira #picoftheday #photooftheday

Uma publicação partilhada por ParaEles (@paraelesofficial) a

Esta não foi a primeira vez que Wojtek Mann, criador da bebida, tentou colocar a mesma. Em 2016 já tinha tentado angariar 150 mil euros, tendo conseguido apenas 1578 euros. Apesar do fracasso, conseguiu conquistar o interesse de um investidor que financiou o projeto. Veja o vídeo e fique a conhecer a cerveja.

 

Fotos: Reprodução Instagram

Artigo de
Bruno Seruca

08-08-2018



RELACIONADOS