Ford quer acabar com os volantes nos carros da marca

Ford quer acabar com os volantes nos carros da marca

Consumo

Ford quer acabar com os volantes nos carros da marca

A Ford anda a testar um sistema de condução autónoma, sendo que a marca norte-americana está a trabalhar numa solução em que o condutor possa ter o controlo sobre a máquina, caso isso seja necessário.

Artigo de Equipa Paraeles

10-10-2018

Tal como acontece na tecnologia, com as marcas a tentarem inovar constantemente, e antes que a concorrência o faça, também na indústria automóvel acontece o mesmo atualmente, com os principais construtores a apostarem muito na evolução dos seus modelos.

Agora, é a Ford que anda a testar um sistema de condução autónoma, sendo que a marca norte-americana está a trabalhar numa solução em que o condutor possa ter o controlo sobre a máquina, caso isso seja necessário.

Ford está a trabalhar em duas formas de controlar o veículo

Segundo o Autoblog, a Ford registou duas patentes, as quais oferecem soluções diferentes no que se refere ao controlo do veículo. Se numa delas, o condutor pode aceder ao seu smartphone e incliná-lo para controlar a direção do veículo, na outra, basta o dedo do utilizador para que este possa interagir com um volante virtual.

Ford cria blusão inteligente a pensar na segurança dos ciclistas

Ford Mach 1, elétrico, inspirado no Mustang e criado para competir com a Tesla

O segredo é a alma do negócio e a Ford está a seguir essa máxima à risca com o Mach 1, aquele que será o primeiro modelo 100% elétrico da marca. Na primeira imagem revelada do modelo apenas é possível observar as luzes traseiras mas fica a ideia de que o carro vai buscar inspiração ao clássico Ford Mustang.Mach 1 é apenas o nome de código do novo projeto da Ford que está a ser desenvolvido por uma equipa de poucos membros que é conhecida na Ford como Team Edison. Estes trabalham em Detroit, Estados Unidos da América, com o máximo sigilo, de modo a que tudo seja mantido em segredo. Sabe-se também que a ideia passa por fazer frente à Tesla.

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

10-10-2018



RELACIONADOS