Usar auriculares e AirPods aumenta risco de cancro

Usar auriculares e AirPods aumenta risco de cancro

Consumo

Usar auriculares e AirPods aumenta risco de cancro

250 especialistas assinaram uma petição para ser enviada às Nações Unidas e à Organização Mundial de Saúde (OMS), a qual visa alertar para o perigo do uso de inúmeros aparelhos wireless.

Artigo de Equipa Paraeles

14-08-2021

Que quase ninguém vive sem tecnologia, já não é notícia, mas há aqueles que abusam. E é para esses que o seguinte estudo é preocupante. Alguns cientistas estão preocupados com o efeito que poderá ter o excesso de utilização de auriculares e dos AirPods. Estes emitem frequências eletromagnéticas e, como estão muito próximos do interior do cérebro, este cenário aumenta o risco de provocar cancro. Por causa disto, 250 especialistas assinaram uma petição para ser enviada às Nações Unidas e à Organização Mundial de Saúde (OMS), que quer alertar para o perigo do uso de inúmeros aparelhos wireless, os quais andam a ser vendidos mais facilmente do que bolas de Berlim nas praias durante o verão.

Usar auriculares e AirPods aumenta risco de cancro

Leia ainda: As melhores dicas para fazer compras online em segurança

Em relação aos AirPods, foram vendidos 28 milhões em todo o mundo, desde que foram lançados em 2016. Este equipamento da Apple utiliza tecnologia Bluetooth, um tipo de frequência eletromagnética (CEM) capaz de transmitir informação. “A minha preocupação é que os auriculares e os AirPods e a sua colocação no ouvido esteja a expor tecidos cerebrais a níveis relativamente elevados de radiações de ondas magnéticas”. Quem o disse foi Jerry Phillips, professor de bioquímica na Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, à publicação Mediu.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

14-08-2021



RELACIONADOS