Fiat 127, um dos carros que conquistou os portugueses nos anos 70

Fiat 127, um dos carros que conquistou os portugueses nos anos 70

Automundo.pt

Fiat 127, um dos carros que conquistou os portugueses nos anos 70

Depois de eleito Carro do Ano em 1972, o pequeno Fiat 127 conquistou o coração dos portugueses. No total, foram produzidas 3,8 milhões de unidades. Recorde o clássico italiano.

Artigo de Equipa Paraeles

10-01-2022

Na década de 70, a venda de automóveis ligeiros situava-se entre as 80 mil e 120 mil unidades ano. Um dos mais procurados era o pequeno Fiat 127, o clássico deste artigo. Lançado em 1971 para o mercado europeu, como substituto do 850, rapidamente começou a ganhar nome. De facto, logo em 1972 conquistou o prémio de Carro do Ano Europeu.

Leia ainda: Datsun 1200, o clássico de tração traseira que marcou uma geração

Por terras portuguesas, era um dos carros mais procurados. Aliás, foi o modelo mais vendido em 1974. Na altura, o Fiat 127 custava em Portugal 95 contos (475€), um preço acima da média, mas que hoje não chega para pagar quatro pneus de gama alta, por exemplo, para um Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio. Eram, claramente, outros tempos onde o mundo vivia um contexto difícil. Um ano depois, conquistou o título de carro mais vendido da Europa batendo, por exemplo, o Volkswagen Polo.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Voltando ao carro, o pequeno Fiat 127 media 3,59 metros de comprimentos, 1,53 de largura e 1,37 de altura. Ainda assim, ganhou fama por utilizar praticamente todo o espaço que tinha. Cerca de 80% do carro estava disponível para passageiros e bagagens. Debaixo do capot, encontra-se o motor de 903 cc com 47 cavalos que permitia chegar aos 135 km/h, a solução que mais vendeu. Existia ainda outro com 1050cc.

Veja o vídeo:

Fiat 127 foi alvo de dois restylings

Com o passar dos anos, a Fiat decidiu realizar a primeira renovação em 1977, algo que o tornou ligeiramente mais redondo e moderno. Já o último restyling em 1981 trouxe novamente uma remodelação estética. Apesar de ser considerado, por muitos, o antecessor do Fiat Uno (lançado em 1983), o 127 manteve a produção até 1987. Isto garantiu um total de 3,8 milhões de unidades produzidas.

Veja também: Volkswagen Polo G40, o desportivo endiabrado de som inconfundível

Como se não bastasse, conheceu outras variantes e, aliás, foi utilizado por outras marcas. Em Espanha foi produzido com o nome Seat 127 e era realmente idêntico. A única diferença era o portão traseiro e, claro, os logos. Em suma, o Fiat 127 fez parte da vida de muitos portugueses e, ainda hoje, é um carro com presença assídua em passeios de clássicos. Ao passar de geração em geração, é hoje considerado um dos carros mais emblemáticos da história da Fiat e, diga-se, merece todo o reconhecimento.

Percorra a galeria e recorde o clássico italiano.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

10-01-2022



RELACIONADOS