O lado mais obscuro da Tailândia, onde vale tudo no turismo sexual

O lado mais obscuro da Tailândia, onde vale tudo no turismo sexual

Amor e Sexo

O lado mais obscuro da Tailândia, onde vale tudo no turismo sexual

Prostituição, shows bizarros e suicídios. Este é o lado mais obscuro da Tailândia, conhecida pela tradição e praias deslumbrantes.

Artigo de Hugo Mesquita

26-09-2019

A areia branca, água cristalina, temperatura amena e o contato com a natureza são trunfos que tornam a Tailândia um dos destinos mais apetecíveis da atualidade. É um país com uma grande e variada oferta. Tanto serve para quem procura um destino de praia, ou para quem, por outro lado, procura conhecer uma cultura diferente. Os preços baixos acabam também por ser um importante chamariz para os turistas. Mas este é apenas um dos lados da moeda.

Veja o vídeo:

A Tailândia, conhecida também como um país de tradições, tem uma outra face que não é tão conhecida. É um importante ponto de encontro do denominado “turismo do sexo”. A prostituição assola o país e é um motivo de grande preocupação das autoridades tailandesas, que não querem ver a sua imagem denegrida.

Leia ainda: A que sabe o sémen? 11 mulheres tentaram dar uma resposta

O centro do problema está na cidade de Pattaya, a 140 quilómetros de Banguecoque, a capital do país. A praia aqui – como em grande parte da Tailândia – deslumbra, com o areal branco e águas calmas e cristalinas, mas é no centro que está o verdadeiro ex-libris da cidade. Tudo começou com a Guerra do Vietname e os soldados norte-americanos.

Na pausa entre as duras batalhas, os soldados viram na bonita praia de Pattaya um local para restaurar energias. Com uma população francamente pobre, as mulheres viram nos militares uma oportunidade de trazer mais dinheiro para casa. Vários anos se passaram e o problema continua. Desta vez, o público – na sua grande maioria – são homens reformados.

O lado mais obscuro da Tailândia, onde vale tudo no turismo sexual

Caminhando pela Walking Street somos confrontados com vários tipos de ofertas. As massagens são um cartão de visita quase obrigatória, como é, a título de exemplo, comer um pastel de nata em Lisboa. O “final feliz” é uma opção e, muitas vezes, o começo de algo mais. As ofertas, essas, não se ficam por aqui.

Mulheres expelem bolas de ping pong com a vagina

Outra das grandes atrações são os “Ping Pong Show”. Normalmente num palco, as mulheres, com a força da vagina, expelem bolas de ping pong para que os clientes rebatam com uma raquete. E isto é só o começo. As coisas insólitas que estas mulheres fazem com a vagina são várias: atirar dardos, abrir garrafas e assoprar velas são alguns exemplos. O que faz destes espetáculos os mais populares da Tailândia.

Os lady boys são também bastante populares. Os espetáculos, bem como os serviços de prostituição, abundam. Ao contrário do que acontece em outras partes do globo, aqui são aceites, existindo vários estabelecimentos focados nesta oferta.

Veja também: Esta é a quantidade de sexo que as mulheres precisam

Mais obscuro são os casos de suicídio entre os turistas que visitam o país. Normalmente reformados, divorciados ou viúvos, procuram amor e companhia em troca de dinheiro. Acontece que muitas vezes são enganados pelas mulheres tailandesas e acabam por ficar sem nada. Pôr termo à vida acaba por ser a solução escolhida por estes homens. Apesar disto, continua a ser um destino procurado para este fim sexual. A grande e variada oferta é um importante trunfo. As experiências inusitadas, difíceis de replicar e assistir em outros palcos, fazem o resto.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Hugo Mesquita

26-09-2019



RELACIONADOS