Por que preferimos um tipo de pessoa?

Por que preferimos um tipo de pessoa?

Amor e Sexo

Por que preferimos um tipo de pessoa?

Tens tendência para escolher sempre pessoas iguais? Isso não acontece por acaso e a ciência dá a conhecer o motivo das tuas escolhas.

Artigo de Bruno Seruca

14-03-2018

Provavelmente já deste por ti a pensar nas ex-namoradas e nos pontos em comum entre elas. Como por exemplo as semelhanças físicas. E se já pensaste nisto, acredita que não és o único. É algo mais comum do que imaginas. Até porque a verdade é que tendemos a ter um «tipo» de pessoa de quem gostamos. Quem o explica é a ciência. Através de um estudo desenvolvido pela Universidade da California Davis. Além das parecenças nos atributos físicos, existem outros pontos de ligação que podem ir das crenças religiosas à inteligência ou mesmo formação académica. Algo que acontece sem ser propositado.

«As pessoas com as quais podíamos, em teoria, formar relações, diferem das pessoas com as quais formamos de facto relacionamentos», começa por explicar o estudo que analisou 1000 casais heterossexuais. «Em principio, os indivíduos poderiam formar relações românticas com um número vasto de pessoas. Contudo, apenas conhecem ou estão em contacto com um subconjunto dos seus pares – um subconjunto que historicamente foi circunscrito a partir de um contexto demográfico local específico», refere o trabalho publicado no Journal of Personality and Social Psychology.

 

Os encontros online aumentam o leque de opções, mas é provável que acabes num encontro com alguém parecido contigo.

 

O que leva a concluir que tudo está relacionado com o tipo de pessoas com quem nos relacionados ao longo da vida. Quer seja durante a vida estudantil, no trabalho ou mesmo no grupo de amigos. É algo que acontece de forma natural, sem consciência de que estamos a escolher pessoas semelhantes. No ao que aos atributos físicos diz respeito, o motivo das semelhanças está ligado ao desejo de querer alguém semelhante ao que somos. Algo que projetamos em todas as pessoas com quem nos relacionamos. O estudo salienta ainda que os encontros online aumentam o leque de opções, apesar de ser provável que as pessoas acabem num encontro com alguém semelhante.

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Siga o ParaEles no Instagram
Instagram @paraelesofficial

Artigo de
Bruno Seruca

14-03-2018



RELACIONADOS