Elas confessam o que as leva à loucura

Elas confessam o que as leva à loucura

Amor e Sexo

Elas confessam o que as leva à loucura

Se julga ser um “expert” na arte do prazer, desengane-se. Elas revelam o que realmente gostam e que poucos homens ousam fazer.

Artigo de Equipa Paraeles

20-06-2017

Se a noite de sexo esperada vai mesmo acontecer, não receie. Quebre tabus e barreiras deixando-se levar pelo momento que tanso ansiava.

Ainda assim, se lhe subsistem dúvidas sobre aquilo que deve fazer na hora “H”, vamos dar-lhe várias dicas sobre aquilo que as leva realmente à loucura. Fique atento.

Dicas para uma noite de loucura

Vamos deixar-lhe uma pequena lista de revelações femininas. Aqui assumem o que realmente as estimula e esperam de um homem.

1 – Sexo oral, com um dedo na “porta da frente” e outro na “porta de trás”.

2 – Ser amarrada e vendada.

3 – Palmadas, puxões no cabelo e confissões ao ouvido.

4 – Penetrações com estimulação de clitóris ao mesmo tempo.

5 – Ejacule olhando-a nos olhos.

6 – Faça o que tem vontade sem ter que lhe pedir.

7 – Tire-lhe a roupa sem pressas.

8 – Elogie a prestação “oral” da sua parceira.

9 – Comece uma boa massagem sem ter que lhe pedir

10 – Elas adoram que a agarre com força

 

Mais de metade considera-se extrovertido na cama

 

m estudo realizado pela educadora sexual brasileira Aline Castelo Branco, da Universidade Estadual Júlio Mesquita (UNESP), em São Paulo, no Brasil, constatou que 57% dos homens portugueses se considera extrovertido na cama.

A pesquisa que envolveu 1500 homens, entre os 18 e os 55 anos, revelou que apenas 7% dos homens é muito dominador na cama e que 13% declara que precisa de aprender mais.

O estudo conclui que pese embora o português se considere extrovertido no ato sexual, tem ainda grandes falhas no conhecimento do seu próprio corpo.

Segundo a educadora sexual, 32% dos portugueses masturba-se uma vez por semana e 20% nunca recorreu a tal prática.

A utilização de produtos autoestimulantes é ainda pouco conhecida no nosso país. 83% dos portugueses nunca utilizaram nenhum produto para a autoestimulação e apenas 12% utilizaram às vezes.

De acordo com Aline Castelo Branco, “através destes dados compreendemos o quanto a sexualidade dos portugueses é ainda conservadora. Masturbar-se não é crime, nem origina doença. Se o homem não fizer deste ato um vício que o impeça de viver a vida, a masturbação pode não só proporcionar prazer como até trazer vários benefícios para a sua saúde”.

A educadora sexual apontou 5 vantagens da masturbação:

1 – Diminuição do stress – Tal como acontece no sexo, a masturbação faz o cérebro libertar endorfina e dopamina no organismo, duas das conhecidas “hormonas do prazer”. Vão deixar o homem relaxado, fazendo com que se desligue dos problemas e fique de cabeça mais limpa.

2 – Ajuda a dormir melhor – Muitas pessoas sofrem de insónias porque não conseguem desligar-se dos problemas e ter uma boa noite de sono. Masturbar-se antes de dormir ajuda a libertar a tensão.

3 – Permite conhecer melhor o próprio corpo – Um dos principais benefícios da masturbação é talvez o conhecimento do próprio corpo. Uma ideia que serve tanto para os homens como para as mulheres. Para poder proporcionar prazer, primeiro é preciso sentir e saber como ter prazer. A masturbação ajuda, já que ao entender melhor como o seu corpo funciona, poderá melhor agradar sexualmente a outra pessoa.

4 – Melhora o desempenho sexual – A pessoa que tem prazer sexual solitário sabe identificar o que deve ou não fazer na hora do sexo e, principalmente, o que deve fazer para sentir mais ou menos prazer, como acelerar para o atingir ou retardar para acompanhar a parceira.

5 – Ajuda no controlo da ejaculação – A masturbação também serve para ajudar no controlo da ejaculação precoce, evitando que tal aconteça ainda no “aquecimento dos motores” da companheira ou quando esta está perto da “linha de chegada”. Existem técnicas para controlar a ejaculação que envolvem o start stop, em que há masturbação por determinado tempo, uma paragem por alguns minutos e depois o regresso à masturbação novamente.

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

20-06-2017



RELACIONADOS