Workout

7 dicas imprescindíveis para ganhares músculo

Workout
Não penses que chegas lá só por passares muitas horas a treinar. Fica a saber aquilo que tens de fazer para teres mais músculo e força. E talvez fiques surpreendido com o que te vamos contar.
Artigo de Bruno Seruca
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2017

Ganhar músculo é uma das prioridades da maior parte dos homens que frequentam ginásios. Muitos cometem o erro de passar horas a levantar pesos como se esse fosse o único caminho para alcançar o desejado objetivo. Pensar desta forma é um erro. Quem o garante é Stan “Rhino” Efferding. Um bodybuilder profissional que é uma referência para atletas de todo o mundo e que bateu diversos recordes. Efferding dá a conhecer 7 dicas, partilhadas pelo site Men’s Fitness, que são a verdadeira estrada para o sucesso. E que provavelmente não passam pela cabeça de muitos homens.

1 – Dormir (muito)
Não é novidade para ninguém que o sono é importante. E não é exceção, mesmo quando se fala de treinos. Efferding defende que pouco pode ser feito quando não se descansa o suficiente. O bodybuilder aconselha oito horas de sono. Sendo que chegava a dormir 11 por dia, numa altura em que alcançou três recordes mundiais. Stan dormia 9 horas por noite, uma depois de treinar e outra depois de almoçar.

2 – Alimentação saudável e rica em proteínas
Aquilo que comes e as quantidades que ingeres podem fazer toda a diferença no progresso do treino. Efferding recomenda 1 grama de proteína animal por 0,5 quilos de peso que levantas. Progressivamente poderás aumentar para 1,5 ou mesmo 2 gramas. Ovos, bifes, leite integral, queijo Cottage com 4% de gordura e salmão são algumas das preferências do atleta.

3 – Beber água com um pouco de sal
Efferding aconselha o consumo de água com um pouco de sal. Porque sem sódio suficiente, a água que se bebe acaba por ser desperdiçada pelo corpo. Stan explica que um estudo recente associa os altos níveis de sódio a um menor risco de doenças cardiovasculares. Explicando também que o sal potencia mais o treino do que a creatina. O aumento do consumo de sal apresenta alguns cuidados para pessoas com predisposição para doenças cardiovasculares e com pressão alta. Nestes casos recomenda-se uma consulta médica.

4 – Treinar duro
Talvez tenha sido o primeiro ponto em que pensaste. Mas não é o mais importante. Porque o crescimento muscular está associado aos momentos em que não estás a treinar (alimentação e descanso). Por isso, levantar pesos não é o mais importante. E não existe “o” melhor programa de treinos. Tudo depende do objetivo de cada um.

 

Não existem comprimidos que substituam a comida. Esta é a opinião do atleta que conta com quase 30 anos de carreira e que tem acesso gratuito a todos os suplementos que quiser.

 

5 – Cuidado com o cardio
Efferding é da opinião que ser grande e musculado não combina com atletas que correm maratonas. Ou és uma coisa ou outra. O que faz com que só aconselhe treinos cardio ocasionais.

6 – Atenção aos suplementos
Não existem comprimidos que substituam a comida. Esta é a opinião do atleta que conta com quase 30 anos de carreira e que tem acesso gratuito a todos os suplementos que quiser. A conclusão a que Efferding chegou é a de que existem poucos suplementos que realmente ajudam no aumento dos músculos. O mais importante é utilizar os suplementos para corrigir algumas deficiências a nível de vitaminas ou minerais. Efferding assume ter batidos que bebe antes e depois dos treinos. Mas também revela que quando não os toma não sente qualquer diferença na performance. Algo que acontece quando falha refeições ou quando tem noites mal dormidas.

7 – Estabelece metas e regista o progresso
Efferding revela ter anos de treinos guardados em folhas. E que tem por hábito analisar as mesmas e fazer comparações. O bodybuilder pesa-se todas as manhãs e anota o peso. Também regista as refeições e o tempo de sono. Tudo é anotado. Sabe que se fizer tudo o que é suposto, o sucesso está garantido. Estabelecer metas e registar o progresso é algo que não deve ser menosprezado.

 

Lê mais artigos em destaque

Os concertos que não vais querer perder em 2018

 

Preparado para o «jogo duplo» de Sara Prata?
Preparado para o «jogo duplo» de Sara Prata?

 

Plano de treino para correr uma maratona
Prepara-te para uma maratona em 21 semana
Artigo de
Bruno Seruca
Terça-feira
5 de Dezembro
2017

RELACIONADOS