Margarida Coelho: “Estou confortável com o meu corpo”

Margarida Coelho: “Estou confortável com o meu corpo”

Galerias

Margarida Coelho: “Estou confortável com o meu corpo”

Margarida Coelho tem 25 anos, vive em Vila Nova de Gaia e é uma vegetariana muito recente. A jovem confessa que não liga muito a futebol, apesar de se considerar portista, costuma ser fotografada por muitos fotógrafos estrangeiros e pratica exercício físico quase todos os dias. Margarida revela ainda o piropo mais peculiar que já recebeu.

Toda a gente irá concordar se dissermos que Portugal tem muitos encantos espalhados de norte a sul. Boa gastronomia, praias de enorme qualidade, uma oferta cultural acima da média, entre muitas outras coisas que fazem as delícias de quem cá mora e dos milhões de turistas que todos os anos visitam o nosso país. O que tem também muito encanto é percorrer o feed do Instagram e constatar que está repleto de mulheres portuguesas que partilham diariamente imagens fantásticas – as quais merecem toda a nossa e sua atenção.  E como não queremos que perca horas e horas a tentar encontrá-las no Instagram, basta que visite o nosso site para ver o que de melhor há nesta rede social.

Margarida Coelho tem 25 anos, vive em Vila Nova de Gaia e é uma vegetariana muito recente. Não liga muito a futebol, apesar de se considerar portista, costuma ser fotografada por muitos fotógrafos estrangeiros e pratica exercício físico quase todos os dias. Margarida revela ainda o piropo mais peculiar que já recebeu.

Olá, Margarida, apresenta-te aos nossos leitores.
O meu nome é Margarida Coelho, mas muitas pessoas me conhecem por Le Maggs, o nome que uso no Instagram e no meu blog. Tenho 25 anos, sou natural de Amarante, mas vivo em Vila Nova de Gaia. Tenho desenvolvido bastante trabalho no mundo da fotografia, como modelo, e adotei como missão expor a minha jornada na aceitação de um corpo real. Estou confortável com o meu corpo e gosto do que vejo.

E o que fazes profissionalmente?
Neste momento, posso dizer que sou modelo a tempo inteiro. Tenho desenvolvido também mais conteúdo na área da escrita, que sempre gostei bastante. Partilho muito do mundo da fotografia e de tudo o que implica uma exposição corporal acentuada no meu blog, de forma a satisfazer as curiosidades de quem segue o meu trabalho e de quem até ambiciona seguir o mesmo caminho. No futuro, pretendo fazer algo ligado à fotografia, apesar de que ser modelo é uma profissão muito efémera por motivos óbvios. Mas há vários caminhos a explorar aí.

E tiraste algum curso?
Sou licenciada em Criminologia, pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto. Adorei o curso, apesar da exigência e da reduzida empregabilidade na área em Portugal.

Falemos de bola.
Não sou apreciadora de futebol, honestamente. A última vez que vibrei a ver um jogo foi mesmo no Euro 2016, mas sou portista.

Mas tens jogadores preferidos?
Desculpem-me a ignorância, mas não sei nomes de jogadores, nem nada disso. Sou uma nulidade na área. Mas desde miúda que sempre tive uma crush pelo reformado David Beckham.

Como manténs a linha?
Tento ir diariamente ao ginásio e fazer treinos variados. Não gosto de fazer sempre a mesma coisa, por isso, além do cardio, faço aulas de várias modalidades para trabalhar todo o corpo. Tenho também uma alimentação saudável e, sobretudo, nutritiva, para que os resultados sejam os melhores ao nível físico. Recentemente, tornei-me vegetariana, então tem sido toda uma redescoberta a nível alimentar.

Se tivesses que escolher uma parte preferida do teu corpo, qual seria?
Os meus lábios.

E o que é que os homens mais gostam em ti?
Do meu peito.

E tu, neles?
A postura (humilde e cavalheiro, de preferência).

“O piropo mais peculiar continua a ser: ‘tens a melhor prateleira que já vi e olha que já vi algumas'”

Quando o tempo aquece, como é que são os teus biquínis?
Mais normais do que seria de esperar! Ainda assim, um pouco reduzidos porque não simpatizo com marcas de sol na pele.

Quais são os teus hobbies preferidos?
Escrever, ler, descobrir sítios novos, ir comer a locais in, estar com os amigos, ir ao cinema e devorar séries.

E no meio disso tudo ainda fazes sessões fotográficas.
Sim, sobretudo com fotógrafos estrangeiros. Ainda tenho bastantes ideias para pôr em prática e novos conteúdos a explorar para o meu portefólio.

O que nos leva ao teu Instagram. Qual é a tua foto preferida?
Apesar de ter fotos que adoro no meu outro perfil, no qual tenho o meu portfólio de trabalhos mais de nu, a minha foto preferida é esta.

Quais as fotos que causam mais impacto junto dos teus seguidores?
As fotos de nu têm sempre mais impacto, porque claramente implicam maior exposição. Contudo, também tenho retratos que conseguem prender o olhar de quem me segue.

Calculo que recebas mensagens de todo o tipo. Alguma que se destaque das outras todas?
Eu recebo mensagens de conteúdo muito distinto diariamente. Umas de apoio, outras de elogio, outras simplesmente são bizarras pelo conteúdo pouco delicado e por vezes até obsessivo.

E piropos?
Já conto com uma lista extensa de piropos. O mais peculiar continua a ser: ‘tens a melhor prateleira que já vi e olha que já vi algumas’.

E o que é que os teus amigos e namorado acham das fotos que vais partilhando no Instagram?
Os meus amigos são as pessoas com mais orgulho em mim, admiram a minha coragem e apoiam-me imenso. O namorado terá de reagir igual, quando existir.

Quanto tempo demoras, depois de acordares, até ires dar uma espreitadela no feed do Instagram?
É das primeiras coisas que faço, até porque há muitos contactos de trabalho que são estabelecidos pelo instagram.

E qual é a última coisa que fazes antes de adormecer?
Ler um pouco ou meditar.

Ainda não segue a Margarida Coelho no Instagram? Então não sabe o que anda a perder.

PÈ
Artigo de
Equipa Paraeles

RELACIONADOS